Do inefável ;-)

(Infelizmente não encontro o original do poema abaixo, de autoria de Buñuel. Vai a tradução do Cesariny. Buñuel, antes de se tornar realizador, foi poeta. Não deixou de sê-lo, é claro, mas estava na altura por circunstâncias várias, limitado a poetar no papel. Un chien andalou era o nome do livro que ele nunca publicou. Depois, cai nos braços do cinema, que já o esperava aflito! Ainda bem para nós - iconófilos de carteirinha!)

O ARCO-ÍRIS E A CATAPLASMA

Quantos maristas cabem numa passadeira?
Quatro ou cinco?
Quantas colcheias tem um tenório?
1.230.424.
Estas perguntas são fáceis.

Uma tecla é um piolho?
Vou constipar-me para os braços da minha amante?
Excomungará o Papa as embaraçadas?
Sabe um polícia cantar?
Os hipopótamos são felizes?
Os pederastas são marinheiros?
Estas perguntas - também são fáceis?

Dentro de instantes virão pela rua
duas salivas de mão
conduzindo um colégio de surdo-mudos,

Seria indelicado vomitar-lhes um piano
desde a minha janela?

3 comentários:

Ana Soares disse...

¿Cuántos maristas caben en una pasarela?
¿Cuatro o cinco?
¿Cuántas corcheas tiene un tenorio?
1.230.424
Estas preguntas son fáciles.

¿Una tecla es un piojo?
¿Me constiparé en los muslos de mi amante?
¿Excomulgará el Papa a las embarazadas?
¿Sabe cantar un policia?
¿Los hipopótamos son felices?
¿Los pederastas son marineros?
Y estas preguntas, ¿son también fáciles?

Dentro de unos instantes vendrán por la calle
dos salivas de la mano
conduciendo un colegio de niños sordomudos.

¿Sería descortés si yo les vomitara un piano
desde mi balcón?

Luis Buñuel, Un perro andaluz

(Cesariny respeitou sempre quem quis respeitar.)

Mirian Tavares disse...

Gracías, guapa!

Catarina disse...

Obrigada a ambas (e a ambos...),
Catarina